Hipermetropia: veja quais são as causas, sintomas e tratamentos

Hipermetropia: veja quais são as causas, sintomas e tratamentos

hipermetropia

hipermetropia

A hipermetropia tem como característica a dificuldade de enxergar de perto e é um problema muito comum de visão, mas você sabe por que isso acontece? Saiba mais sobre ela. 

O que é a hipermetropia?

Para entender melhor, precisamos saber mais sobre como nosso olho funciona

Nossos olhos têm a função de captar as imagens e luz e mandá-las para nosso cérebro.

Quando direcionamos a visão para um objeto, a imagem penetra a córnea e chega à íris que trabalha para regular a quantidade de luz recebida, por intermédio da pupila, então depois chega ao cristalino e é focada pela retina.

Assim, a imagem é produzida de forma invertida, mas o cérebro converte para a posição correta.

Hipermetropia

Essa condição é um problema de refração, assim como a miopia e o astigmatismo.

O problema acontece porque a anatomia do globo ocular provoca algum desvio nos feixes de luz ambiente que atravessam o olho para formar a imagem, assim impedindo a revelação impecável da imagem na retina.

O que causa a hipermetropia?

Como está relacionada a anatomia do olho, provavelmente se deve a um problema genético, ou seja, se possui mãe ou pai com hipermetropia, possui grandes chances de ter também. 

A anatomia do olho com hipermetropia pode apresentar duas características:

Refrativa: A hipermetropia refrativa acontece porque a córnea é em formato mais plano e mesmo que o globo ocular esteja em formato normal, isso impede que a imagem se forme onde deveria.

Axial: Quando o espaço entre a retina e a pupila é mais curto e assim impede que a imagem se forme no local correto.

Sintomas da hipermetropia

O maior sintoma é a dificuldade de ver objetos de perto. No entanto, nosso cérebro se esforça para deixar a imagem mais focada possível.

Assim o cristalino se reacomoda para compensar a visão ruim e acaba compensando a hipermetropia principalmente em grau moderado. 

No entanto, essa capacidade é maior em pessoas jovens, pois com o passar dos anos a capacidade de acomodação vai se perdendo e a condição se agrava.

Quando a hipermetropia é mais grave, alguns dos sintomas são:

  • Dor de cabeça frequente;
  • Ardor nos olhos;
  • Dor na região dos olhos;
  • Náuseas.

Dá para prevenir a hipermetropia?

Por se tratar de uma condição genética relacionada a anatomia do globo ocular e não a hábitos, portanto não existe uma prevenção relacionada a isso.

Porém, as visitas ao oftalmologista são uma ótima opção, pois podem levar a um diagnóstico precoce e assim pode iniciar o tratamento antes da condição se agravar.

Como corrigir a hipermetropia?

O tratamento para hipermetropia pode ser feito com o uso de lentes refrativas ou mesmo cirurgia, para assim corrigir o problema.

Lentes refrativas

As lentes têm a função de compensar o problema na anatomia do olho, tanto o comprimento mais curto quanto a curvatura errada.

As lentes corretivas podem ser lentes de contato ou de óculos.

Já a cirurgia age remodelando a curvatura da córnea, no entanto pode não acabar com a necessidade do uso de lente refrativa.

Veja também:

Gostou do nosso artigo? Deixe seu comentário! Para agendar sua consulta com Dr. Fernando, acesse aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *