Conheça os tipos de tratamento para o Ceratocone

Conheça os tipos de tratamento para o Ceratocone

exame oftalmológico

No Brasil, cerca de 150 mil pessoas são diagnosticadas por ano com ceratocone. A enfermidade pode atingir os dois olhos, mas um deles pode ser mais afetado que o outro. Nesse post você vai saber quais são os tratamentos disponíveis. 

O Que é Ceratocone?

Ceratocone é uma doença degenerativa, não inflamatória, que deforma a córnea, tecido transparente e fino que sobrepõe toda a frente do olho.

Ela é uma doença genética, considerada rara, com evolução lenta e de caráter hereditário.

Normalmente se manifesta entre as idades de 10 e 25 anos, no entanto, pode progredir até os 40 anos de idade ou se tornar estável com o tempo.

Simplificadamente, a principal característica do ceratocone é o enfraquecimento do tecido da córnea, ficando mais fina e permitindo o desenvolvimento da deformação em formato de cone.

Além de proteger o olho, a córnea tem o papel fundamental na formação da visão, pois ela foca os feixes de luz através da pupila para a retina, funcionando como uma lente fixa. 

Com a curvatura na córnea, a visão é afetada. Uma vez que a saliência formada no olho impede a projeção nítida de imagens na retina, podendo ser desenvolvidas condições como astigmatismo irregular em alto grau e miopia.

Tratamentos para Ceratocone

Nós falaremos dos possíveis tratamentos, no entanto, salientamos que é muito importante consultar o oftalmologista.

Mediante a análise de diversos fatores pelo oftalmologista, será indicado o tratamento para o caso.

Lentes de Contato

Enquanto a enfermidade está no seu início é possível recuperar a acuidade visual apenas com o uso de óculos, no entanto, à medida que a doença evolui, eles precisam ser substituídos por lentes de contato.

As lentes ajudam a corrigir o astigmatismo que o ceratocone provoca a superfície anterior da córnea.

A lente pode ser rígida ou semirrígida, conforme indicada pelo médico, de acordo com a situação em que o ceratocone se encontra.

Crosslinking

O objetivo desse tratamento é fortalecer as moléculas de colágeno da córnea e impedir a evolução do ceratocone.

A técnica é mais indicada quando a doença é descoberta no início, quando ainda está em desenvolvimento.  

Ela consiste em endurecer o tecido corneano enfraquecido, resultando em uma visão melhor.

Transplante de Córnea

Em nosso país, o ceratocone é o maior responsável pelos transplantes de córnea, cerca de 80% dos casos. O transplante é indicado quando os tratamentos menos invasivos não podem ser feitos.

O transplante normalmente é indicado quando a doença está muito avançada, no entanto, apenas o médico pode indicar.

Anéis Intracorneanos

Se tem ceratocone e tem como característica o astigmatismo irregular e os óculos tendem a não ser mais eficazes, torna-se necessário o uso de lentes específicas para a doença, lentes de contato rígidas.

Normalmente indicado para pacientes que não se adaptam bem ao uso das lentes específicas, não as considerando confortáveis, mesmo que consigam ter uma excelente visão.

Uma alternativa é o implante de anéis intracorneanos.  Eles funcionam como um dispositivo para achatar a curva causada pela doença.

A cirurgia possibilita a restauração do formato, o retardamento do progresso e reduz a necessidade de transplante.

Para saber mais sobre ceratocone acesse aqui.

Para agendar uma consulta, entre em contato conosco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *