Astigmatismo: veja os sintomas, causas e tratamento

Astigmatismo: veja os sintomas, causas e tratamento

astigmatismo

astigmatismo

Assim como a miopia e a hipermetropia, o astigmatismo também é muito comum e pode estar associado a outras doenças oculares. Por isso, nós vamos falar mais sobre ele para você entenda melhor.

O que é astigmatismo

Ele é causado, normalmente, por causa de irregularidade na córnea, assim distorcendo a imagem, já que os raios de luz não chegam no devido ponto da retina.

A córnea muda do seu formato normal, que é redondo, e assume uma forma oval, que provoca o erro refrativo e desfoca as imagens.

Pessoas com a doença podem sentir dificuldades de ver os pequenos detalhes de um objeto ou ler textos, tanto de longe quanto de perto.

Causas do astigmatismo

Não há como afirmar a causa, mas mesmo que haja diferentes causas, uma das mais responsáveis é a hereditariedade, ou seja, herança dos pais e provavelmente presente em outros parentes.

Além da hereditariedade, o astigmatismo pode ser desencadeado por trauma no olho ou pelo ceratocone, que faz com que a córnea tenha o formato de cone, que pode, inclusive, causar um tipo mais grave de astigmatismo, que resulta em necessidade de cirurgia ou do uso de lentes de contato especiais.

Independentemente do nível de astigmatismo, é necessária uma correção médica para uma visão melhor.

Sintomas do astigmatismo

Os sintomas mais comuns do astigmatismo são:

  • Visão borrada ou dupla;
  • Dor de cabeça;
  • Dificuldade para ler;
  • Sensação de ardor;
  • Sensibilidade a luz que pode piorar à noite.

A intensidade pode variar de acordo com a gravidade do problema. 

Como é feito o diagnóstico do astigmatismo?

O diagnóstico do astigmatismo deve ser feito pelo médico oftalmologista, que vai avaliar os sintomas e realizar os exames necessários.

Quando o problema for diagnosticado, o médico definirá a melhor opção de tratamento.

Tratamento para o astigmatismo

O astigmatismo não tem cura, mas é possível corrigir com o uso de lentes de contato, óculos de grau ou cirurgia refrativa.

Lentes de contato

As lentes atuam como os óculos na correção da refração, no entanto é necessária uma limpeza adequada, mais cuidado e troca periódica. 

Por isso, pode dar mais um pouco de trabalho, pois além desses itens, ela pode soltar do olho, incomoda mais do que o comum quando um cílio ou cisco cai e você pode esquecer antes de dormir.

Os tipos de lentes mais comuns são as gelatinosas e as de vidro, mas são indicadas pelo oftalmologista conforme o caso.

Óculos de grau

O astigmatismo pode estar acompanhado de hipermetropia ou miopia, por isso pode acabar precisando de grau adicional, chamado de grau cilíndrico.

Assim, as lentes para eles são chamadas de tóricas ou cilíndricas, por isso as receitas de astigmatismo possuem o eixo na coluna de grau cilíndrico.

Cirurgia refrativa

A cirurgia refrativa possui maior indicação e procura para casos de alto grau de astigmatismo, afinal com ela não há necessidade do uso de óculos de grau.

Para fazer o procedimento é necessário ter a partir de 21 anos de idade, não ter outras doenças oculares ou sistêmicas e não estar gestante.

Em nosso caso, usamos o laser de FEMTOSEGUNDO que permite atuar em casos mesmo considerados mais difíceis, sendo eficaz em tratamentos de pacientes com miopia alta ou córneas finas.

Se quer saber mais sobre cirurgia refrativa veja também:     

  

Você sente alguns dos sintomas de astigmatismo? Agende sua consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *